Yahoo Search Busca da Web

  1. Anúncio

    relacionado a: gnosticismo eric voegelin
  2. Encontre mais ofertas em diversas categorias na Amazon.com.br. Frete Grátis ilimitado com o Amazon Prime. Aproveite frete Grátis e rápido, filmes e mais

Resultado da Busca

  1. Enquanto alguns estudiosos culparam Nietzsche pela ascensão do nacionalismo alemão moderno, do nacional-socialismo e de outros males, Voegelin acredita que isso tira o foco de sua importância e da de seu gnosticismo.

  2. 12 de fev. de 2024 · “Gnosticismo: Uma Breve Introdução” foi escrito por Eric Voegelin. O caráter falacioso de um eidos da história [a crença de que todo o curso da história pode ser conhecido] foi demonstrado a princípio — mas a análise pode e deve ser levada um passo adiante em certos detalhes.

  3. 25 de jan. de 2021 · O símbolo da história tripartida é apenas um detalhe que evidencia o gnosticismo arraigado no pensamento ocidental. A profundidade e as consequências disso são bem maiores que um mero simbolismo.

  4. 17 de dez. de 2020 · In these essays, Voegelin contends that certain modern movements, including positivism, Hegelianism, Marxism, and the "God is dead" school, are variants of the gnostic tradition he identified in his classic work The New Science of Politics.

  5. 31 de ago. de 2016 · Eric Voegelin shares Jonas’ analysis in the concept of Gnosticism to diagnose the modern world. For Voegelin, the essence of modernity is “the growth of Gnosticism.” All intellectual and political movements that aim to correct the world flaws are Gnostic.

  6. 26 de jun. de 2018 · Voegelin believed that the ancient heresy of Gnosticism pervaded the modern world, perverting our understanding not only of time and history, but also the very nature of the human person. The Gnostic, he believed, hates this world, seeing it as a trap, a means by which our soul becomes imprisoned and lost in the desires and ...

  7. 2 de out. de 2020 · RESUMO: O artigo examina três teses atribuídas por Eric Voegelin (1901-1985) a Joaquim de Fiore (1162-1205), que estão na base da elaboração do chamado gnosticismo político. São elas: a tese do imanentismo histórico ou da redivinização da sociedade, a do fim do cristianismo e a do simbolismo gnóstico da política moderna.