Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. 8 de fev. de 2024 · 8 fevereiro 2024. O aliado e ex-assessor para assuntos internacionais do ex-presidente Jair Bolsonaro, Filipe Martins, foi um dos presos na quinta-feira (8/2) em operação da Polícia Federal (PF...

  2. 14 de fev. de 2024 · O ex-assessor de assuntos internacionais do governo de Jair Bolsonaro (PL), Filipe Martins, vai pedir a revogação da sua prisão preventiva no Supremo Tribunal Federal (STF) esta semana. Ele foi ...

  3. 8 de fev. de 2024 · Filipe Martins, ex-assessor-especial para assuntos internacionais da Presidência da República na gestão de Jair Bolsonaro ( PL ), foi preso nesta quinta-feira (8) pela Polícia Federal. A PF cumpre quatro mandados de prisão preventiva, além de 30 mandados de busca e apreensão.

  4. 1 de nov. de 2019 · Filipe Martins é um homem de fé e dedicação sem par”, elogiou o ministro no Twitter. Diplomado em relações internacionais pela Universidade de Brasília há quatro anos, o “professor” só deu aulas em um curso de preparação para o exame do Itamaraty.

  5. 9 de jun. de 2021 · O Ministério Público Federal no Distrito Federal denunciou à Justiça o assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Filipe Martins. A denúncia foi apresentada nesta terça-feira (8) e divulgada nesta quarta (9). A acusação é baseada no gesto feito em março pelo assessor em uma sessão do Senado ( veja no vídeo acima ).

  6. 8 de fev. de 2024 · Filipe Martins foi assessor especial para assuntos internacionais da presidência da República. Ele é apontado como responsável por entregar a Bolsonaro a minuta do golpe. Ex-assessor nasceu em Sorocaba e morou em Votorantim (SP). Por g1 Sorocaba e Jundiaí 08/02/2024 13h30 Atualizado há 6 dias

  7. Há 5 dias · O ex-assessor do Palácio do Planalto Filipe Martins negou, em depoimento prestado à Polícia Federal nesta quinta-feira (22), ter redigido e entregue uma minuta de decreto golpista ao então presidente Jair Bolsonaro no fim de 2022, após a derrota nas eleições.

  1. As pessoas também buscaram por