Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. As Portas da Percepção, no original em inglês The Doors of Perception, é uma autobiografia escrita por Aldous Huxley. Publicada em 1954, discorre sobre sua experiência psicodélica sob o efeito da mescalina em maio de 1953. Huxley relembra os insights que experimentou, desde a "visão puramente estética" até a "visão sacramental", [ 1 ...

  2. Compre online As portas da percepção, de Huxley, Aldous Leonard na Amazon. Frete GRÁTIS em milhares de produtos com o Amazon Prime. Encontre diversos livros escritos por Huxley, Aldous Leonard com ótimos preços.

    • (926)
  3. 8 de abr. de 2017 · As portas da percepção nos convida a refletir sobre como o mundo nos permite uma infinidade de interpretações. E que nós temos essa capacidade infinita dentro de nós. Entretanto, por mais que desejemos, nunca, de fato, veremos o mundo pelos olhos dos outros.

  4. The Doors of Perception ("As Portas da Percepção", em português) é uma novela do escritor Aldous Huxley, publicada em 1954, e que descreve as experiências pessoais do autor ao ingerir peiote (um pequeno cacto sem espinhos utilizado pelos indígenas do México em eventos cerimoniais que possui entre seus agentes ativos a mescalina, elemento ...

  5. 23 de jan. de 2024 · A primeira chama-se “As Portas da percepção”, onde o autor analisa uma das viagens de Huxley com a mescalina. Ele entrelaça descrições do que viu e sentiu em sua viagem de oito horas cheia de visões e histórias. Huxley tinha um fascínio por William Blake como o principal fator em sua decisão de tomar mescalina:

  6. Compre online As Portas Da Percepção. Céu E Inferno, de Huxley, Aldous Leonard, Souza, Araújo na Amazon. Frete GRÁTIS em milhares de produtos com o Amazon Prime. Encontre diversos livros escritos por Huxley, Aldous Leonard, Souza, Araújo com ótimos preços.

  7. A edição da Biblioteca Azul traz As portas da percepção e Céu e inferno em novas traduções e posfácio do neurocientista Sidarta Ribeiro sobre a morte de Huxley. Com a inteligência característica de sua prosa, Huxley fala sobre suas expectativas ao usar mescalina e descreve suas sensações e pensamentos ao observar objetos cotidianos ...