Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. 10 de jun. de 2021 · Para entender sobre Melanie Klein, grande psicanalista austríaca que viveu de 1882 à 1960 e que foi pioneira na Teoria das Relações Objetais (TRO) e se dedicou a Psicanálise infantil, sendo um contraponto a Ana Freud, também temos que entender que TRO Deriva da teoria Pulsional de Freud.

  2. 16 de nov. de 2019 · Salvar. A austríaca Melanie Klein ampliou conhecimentos de Sigmund Freud para criar teorias próprias e, por isso, tornou-se inspiração para outros nomes e estudantes da psicanálise. Ela morreu aos 78 anos em 22 de setembro de 1960, em Londres, vítima de um câncer do cólon. No entanto, seu legado é estudado até hoje.

  3. Melanie Klein (1882-1960) encarou o movimento psicanalítico sob uma perspectiva mais analítica no tratamento com crianças. O desenvolvimento em fases, proposto por Freud (fase oral, fase anal e fase fálica), é aqui substituído por um elemento mais dinâmico do que estático.

  4. Por Alê Esclapes. Melanie Klein foi uma das maiores psicanalistas da história. Seguidora de Freud, com genialidade e amor à verdade erigiu uma escola com pensamentos próprios e distintos. Como disse uma amiga, quando Klein em 1935 insistia que era uma freudiana: "agora já é tarde - você é uma Kleiniana".

  5. Melanie Klein (née Reizes; 30 March 1882 – 22 September 1960) was an Austrian-British author and psychoanalyst known for her work in child analysis. She was the primary figure in the development of object relations theory .

  6. Melanie Klein » FEBRAPSI. (1882 – 1960) A autobiografia de Melanie Klein, em poder do Melanie Klein Trust, é inédita. Entretanto, em 1983, um precioso acervo de dados a respeito da importante psicanalista foi obtido a partir de uma coletânea de cartas de família descoberta no sótão da casa de seu filho mais novo, Erich.

  7. Melanie Klein, em três décadas de produção escrita, criou a principal corrente variante da psicanálise em relação à freudiana e introduziu pontos de vista originais que alguns consideram como complementares, outros como controversos.

  1. As pessoas também buscaram por