Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. Maria I ( Greenwich, 18 de fevereiro de 1516 – Londres, 17 de novembro de 1558) foi Rainha Reinante da Inglaterra e Irlanda de 1553 até sua morte, além de Rainha Consorte da Espanha a partir de 1556.

    • Vida pregressa
    • A Pretendente: Lady Jane Grey
    • Maria torna-se Rainha
    • A Reversão Da Reforma
    • Felipe Da Espanha
    • A Rebelião Wyatt
    • O Casamento Espanhol
    • "Maria Sangrenta''
    • Morte E Sucessão

    Maria nasceu em 18 de Fevereiro de 1516, no Palácio Greenwich, filha mais velha de Catarina de Aragão e Henrique VIII. Ela teve uma meia-irmã, Elizabeth (n. Set. 1533), a filha de Ana Bolena(c. 1501-1536). Também tinha um meio-irmão mais jovem, Eduardo (n. Out. 1537), filho da terceira esposa de Henrique, Jane Seymour (c. 1509-1537). Em 1531, enqua...

    Em Julho de 1553, Eduardo VI morreu aos 15 anos, encerrando seu curto reinado, que havia sido dominado por conselhos de regência. Na última metade do reinado de Eduardo, John Dudley, o Conde de Northumberland (1504-1553) era o governante efetivo e, com a aprovação do rei, prosseguiu a todo vapor com a Reforma Inglesae o abandono das práticas católi...

    Dudley tinha cometido dois erros fatais. O primeiro foi não manter Maria na Torre de Londresou em outro local adequado e seguro. O segundo foi subestimar o sentimento comum entre nobres e súditos de que o sangue real e legitimidade eram mais importantes do que considerações religiosas. Além disso, aceitar a "legação" seria colocar o monarca acima d...

    É estranho que Maria, após ser escolhida com amplo apoio popular, ficasse conhecida como uma tirana e pelo apelido de 'Bloody Mary' (Maria Sangrenta). O problema reside no fato de que ela não compreendeu que sua popularidade residia na legitimidade para governar como filha e irmã de seus dois predecessores, respectivamente. Maria se convenceu de qu...

    Em 29 de Outubro de 1553, a rainha anunciou seu noivado com Felipe (1527-1598), filho do rei Carlos V da Espanha (r. 1516-1556), inimigo católico número um da Inglaterra e governante de um país cada vez mais rico, graças à pilhagem das riquezas do Novo Mundo. O povo recordou-se então que a mãe de Maria era filha do Rei Fernando II de Aragão (r. 147...

    Um exército rebelde, liderado por Sir Thomas Wyatt, marchou para Londres em 25 de Janeiro de 1554, com o objetivo de cancelar o "Casamento Espanhol" e talvez substituir Maria pela irmã Elizabeth no trono. A nova rainha iria então desposar Edward Courtenay, o bisneto de Eduardo VI da Inglaterra (r. 1461-1470). Segundo Wyatt, ele não queria ver a Ing...

    O Parlamento inglês não estava ansioso em promover reformas religiosas que reduziam a riqueza da nobreza, mas ainda assim aprovou o primeiro Ato de Revogação, em Outubro de 1553, que reverteu todas a leis relacionadas à religião do reinado de Eduardo VI. Maria também conseguiu o consentimento para o casamento com Felipe da Espanha, ainda que os par...

    Em 20 de Novembro de 1554, o legado papal, Cardeal Reginald Pole, anunciou formalmente a absolvição e que a Inglaterra e o Papado estavam a partir daquele momento em paz. Foram belas palavras, mas que seriam seguidas por atos sangrentos. A rainha pressionou o Parlamento para a aprovação do segundo Ato de Revogação em Janeiro de 1555, que aboliu tod...

    Aos 42 anos, Maria morreu de câncer do estômago em 17 de Novembro de 1558, no Palácio Saint James. Sua morte foi celebrada como um fim para os conflitos religiosos que haviam trazido frustração para a Inglaterra por tanto tempo; na verdade, o 17 de Novembro passou a ser celebrado como um feriado público dali em diante. Maria foi sepultada na Abadia...

    • Mark Cartwright
  2. 25 de fev. de 2023 · Maria I da Inglaterra (1516-1558) foi a primeira rainha da Inglaterra a reinar por direito próprio. Buscando restaurar o catolicismo na Inglaterra, ela perseguiu centenas de protestantes e recebeu o apelido de Maria, a Sanguinária.

    • Biblioteconomista e Professora
  3. María I a ( Palacio de Greenwich, 18 de febrero de 1516- Palacio de St James, 17 de noviembre de 1558) fue reina de Inglaterra e Irlanda desde el 6 o el 19 de julio b de 1553 hasta su muerte. Es conocida por su intento de abrogar la Reforma anglicana, que había comenzado durante el reinado de su padre, Enrique VIII.

  4. 7 de jun. de 2024 · A rainha inglesa Maria I, também conhecida como Mary Tudor ou pelo infame apelido de “Bloody Mary” (“Maria Sangrenta”), chegou ao poder após um tortuoso e complicado enredo político.

  5. 16 de mar. de 2020 · Mary I decidiu que ficaria na Inglaterra e lutaria por seus direitos. Dessa maneira, ela conquistou os exércitos de seus antagonistas e recebeu apoio dos nobres. Além disso, ela e Elizabeth foram até a capital como rainha e a outra como rainha em espera. Ela começou um reinado que beneficiaria os católicos.

  6. 19 de jun. de 2024 · Maria I, também conhecida como Maria Tudor, foi uma das figuras mais controversas e intrigantes da história da Inglaterra. Nascida em 18 de fevereiro de 1516, ela era a filha mais velha do rei Henrique VIII e de sua primeira esposa, Catarina de Aragão.

  1. Buscas relacionadas a Maria I de Inglaterra

    Maria I de Inglaterra wikipedia