Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. Assinatura. Luís II ( Munique, 25 de agosto de 1845 – Lago de Starnberg, 13 de junho de 1886 ), apelidado de "Rei Cisne" ou "Rei de Conto de Fadas", foi o Rei da Baviera de 1864 até ser deposto três dias antes de sua morte. Era o filho mais velho do rei Maximiliano II e sua esposa, a princesa Maria da Prússia .

    • Oto
  2. 19 de nov. de 2021 · Luís II da Baviera: a estranha morte do “rei louco”. Enclausurado durante toda a vida num mundo de fantasia e afastado das decisões políticas, Luís II foi declarado incapaz. Três dias depois, apareceu afogado num lago. Actualizado a 19 de Novembro de 2021, 10:44. Partilhar.

  3. Há 2 dias · Biografia R. Rei Luís II da Bavária. Imprimir. Texto: A+. A- Ouça o texto abaixo! PUBLICIDADE. Rei da Bavária ou Baviera (1864-1886) nascido em Nymphenburg, Alemanha, que pouco interessado pelas questões políticas, destacou-se como incentivador de artes e música.

  4. Conheça a história e as obras de Luís II da Baviera, o criador de castelos especiais e românticos na Alemanha e no mundo. Saiba como ele se tornou o Rei Louco, o que ele construiu, e como visitar seus castelos, como o Castelo de Neuschwanstein e o Palácio de Herrenchiemsee.

  5. 20 de jan. de 2022 · Monarca carolíngio da Bavária (817-843), da Saxônia e da Germânia (843-876), as três regiões do Reino francês Oriental, tornando-se, assim, o primeiro soberano da Alemanha.

  6. Luís II ( Munique, 25 de agosto de 1845 – Lago de Starnberg, 13 de junho de 1886 ), apelidado de "Rei Cisne" ou "Rei de Conto de Fadas", foi o Rei da Baviera de 1864 até ser deposto três dias antes de sua morte. Era o filho mais velho do rei Maximiliano II e sua esposa, a princesa Maria da Prússia. Ele ascendeu ao trono aos dezoito anos de idade.

  7. Sua imagem, frequentemente associada ao “cartão postal” da nação, transcende a mera beleza de um conto de fadas, incorporando igualmente a intrigante narrativa do homem por trás de sua edificação, o rei Ludwig II da Baviera, também conhecido como “O Louco”.