Yahoo Search Busca da Web

  1. Cerca de 1.470.000 resultados de busca

  1. A criança, uma menina chamada Catarina, nasceu em 2 de fevereiro de 1503, na Torre de Londres e morreu no mesmo dia. Tragicamente, Isabel de Iorque morreu nove dias depois do parto, morrendo de uma infecção pós-gravidez no seu 37º aniversário. Isabel foi enterrada na Abadia de Westminster.

  2. 19 de jun. de 2013 · Isabel de York, a Matriarca de uma Dinastia – Parte I. Ao pensarmos na monarquia inglesa do século XVI, sem dúvida os nomes que mais virão à mente serão os de Henrique VIII e Elizabeth I, os dois grandes soberanos que definiram as bases da política e do pensamento nórdico europeu para além de suas vidas. Entretanto, por ...

  3. Isabel de Iorque, filha de Eduardo IV, esposa de Henrique VII de Inglaterra, o primeiro rei da Casa de Tudor, e mãe de Henrique VIII de Inglaterra; Jorge, Duque de Clarence , irmão de Eduardo IV e de Ricardo III, foi marido de Isabel Neville , irmã de Ana Neville , esposa de Ricardo.

  4. Elizabeth de York, conhecida alternativamente como Elizabeth Plantagenet, nasceu em 11 de fevereiro de 1466, no Palácio de Westminster, em Londres, Inglaterra. Ela era a mais velha dos nove filhos de Edward IV, rei da Inglaterra (governou 1461-1483) e sua esposa Elizabeth Woodville (às vezes escrito Wydeville).

  5. O título de Duque de Iorque foi criado primeiramente no Pariato da Inglaterra em 1385 para Edmundo de Langley, o quarto filho vivo de Eduardo III, e importante personagem em Ricardo II de Shakespeare. O seu filho Eduardo, que herdou o título, foi morto na batalha de Azincourt em 1415.

  6. 3 de jul. de 2013 · No Outono de 1502, Isabel estava mais uma vez grávida, tendo dado à luz a uma filha em 2 de fevereiro do ano seguinte, a qual recebeu o nome de Catarina, em homenagem à princesa-viúva de Gales. Mas, para o desespero do casal de monarcas, a menina era de compleição frágil, e morreu poucos dias após seu nascimento.

  7. 25 de jun. de 2013 · Isabel de York (artista desconhecido). A presença da mãe de Henrique VII é muito significativa. Ela assumira uma série de tarefas e responsabilidades que cabiam por seu posto a Isabel de York. No entanto, esta soberana parece não ter se incomodado com a atuação da sogra em nenhum aspecto, ou pelo menos não dispomos de fontes confiáveis para tanto.