Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. m. Children. 6, including Alfreda Duster. Ida Bell Wells-Barnett (July 16, 1862 – March 25, 1931) was an American investigative journalist, educator, and early leader in the civil rights movement. She was one of the founders of the National Association for the Advancement of Colored People (NAACP). [1]

    • Educação E Início de Carreira
    • Linchamento em Memphis
    • Jornalista No Exílio
    • Mudar para Chicago
    • Ajuda A Encontrar, Depois Vai Embora, NAACP
    • Sufrágio Feminino
    • Esforços Mais Amplos de Igualdade
    • Morte E Legado
    • Referências Adicionais

    Em 1880, depois de ver seus irmãos colocados como aprendizes, Wells mudou-se com suas duas irmãs mais novas para morar com um parente em Memphis. Lá, ela obteve um cargo de professora em uma escola para negros e começou a ter aulas na Universidade Fiskem Nashville durante os verões. Wells também começou a escrever para a Negro Press Association. El...

    O linchamento naquela época era um meio comum pelo qual os brancos ameaçavam e assassinavam os negros. Nacionalmente, as estimativas de linchamentos variam — alguns estudiosos dizem que foram subnotificadas — mas pelo menos um estudo descobriu que houve 4.467 linchamentos entre 1883 e 1941, incluindo cerca de 200 por ano entre o início da década de...

    Wells continuou escrevendo artigos de jornal no New York Age, onde trocou a lista de assinaturas do Memphis Free Speechpor uma participação parcial no jornal. Ela também escreveu panfletos e falou amplamente contra o linchamento. Em 1893, Wells foi para a Grã-Bretanha, retornando novamente no ano seguinte. Lá, ela falou sobre linchamento nos Estado...

    Ao retornar de sua primeira viagem britânica, Wells mudou-se para Chicago. Lá, ela trabalhou com Frederick Douglasse um advogado e editor local, Ferdinand Barnett, escrevendo um livreto de 81 páginas sobre a exclusão de participantes negros da maioria dos eventos em torno da Exposição Colombiana. Ela conheceu e se casou com o viúvo Ferdinand Barnet...

    Em 1901, os Barnetts compraram a primeira casa a leste da State Street a ser de propriedade de uma família negra. Apesar do assédio e das ameaças, eles continuaram morando no bairro. Wells-Barnett foi um membro fundador da NAACP em 1909, mas se retirou devido à oposição à sua adesão e porque sentiu que os outros membros eram muito cautelosos em sua...

    Em 1913, Wells-Barnett organizou a Alpha Suffrage League, uma organização de mulheres negras que apoiam o sufrágio feminino. Ela foi ativa em protestar contra a estratégia da National American Woman Suffrage Association, o maior grupo pró-sufrágio, em relação à participação dos negros e como o grupo tratava as questões raciais. A NAWSA geralmente t...

    Também em 1913, Wells-Barnett fez parte de uma delegação para ver o presidente Wilson para pedir a não discriminação em empregos federais. Ela foi eleita presidente da Chicago Equal Rights League em 1915 e, em 1918, organizou assistência jurídica para as vítimas dos distúrbios raciais de Chicago em 1918. Em 1915, ela fez parte da bem-sucedida campa...

    Wells-Barnett morreu em 1931 em Chicago, em grande parte desvalorizada e desconhecida, mas a cidade mais tarde reconheceu seu ativismo ao nomear um projeto habitacional em sua homenagem. O Ida B. Wells Homes, no bairro de Bronzeville, no lado sul de Chicago, incluía casas geminadas, apartamentos de altura média e alguns apartamentos de arranha-céus...

    Goings, Kenneth W. “ Memphis Free Speech.” Enciclopédia doTennessee, Sociedade Histórica do Tennessee, 7 de outubro de 2019.
    Ida B. Wells-Barnett.” Ida B. Wells-Barnett | Museu Nacional dos Correios.
    Ida B. Wells (Serviço Nacional de Parques dos EUA).” Serviço de Parques Nacionais, Departamento do Interior dos EUA.
    Wells, Ida B. e Duster, Alfreda M.  Cruzada pela Justiça: a Autobiografia de Ida B. Wells. Imprensa da Universidade de Chicago, 1972.
  2. Ida Bell Wells-Barnett (Holly Springs, 16 de julho de 1862 — Chicago, 25 de março de 1931), mais conhecida como Ida B. Wells, foi uma jornalista, [1] editora de jornal, sufragista, feminista e socióloga norte-americana. [2]

  3. Learn about the life and achievements of Ida B. Wells-Barnett, a prominent journalist, activist, and researcher who fought against lynching, racism, and sexism in the late 19th and early 20th centuries. Explore her biography, timeline, lesson plan, and sources on womenshistory.org.

  4. 3 de abr. de 2014 · Ida B. Wells was an African American journalist, abolitionist and feminist who led an anti-lynching crusade in the United States in the 1890s. She went on to found and become integral...

  5. Learn about the life and achievements of Ida B. Wells-Barnett, a pioneer of civil rights and women's rights. She was a journalist, activist, and co-founder of the NAACP who fought against lynching and oppression.