Yahoo Search Busca da Web

  1. Cerca de 22 resultados de busca

  1. Henrique VIII de Inglaterra (28 de junho de 1491 - 28 de janeiro de 1547) Isabel Tudor (2 de julho de 1492 - 14 de setembro de 1495) Maria Tudor, Rainha de França (18 de março de 1496 - 25 de junho de 1533) Eduardo Tudor (1498 - 1499) Edmundo Tudor, Duque de Somerset (21 de fevereiro de 1499 - 19 de junho de 1500)

  2. Em novembro de 1534, o Ato de Supremacia aboliu formalmente a autoridade papal e declarou Henrique Chefe Supremo da Igreja da Inglaterra. Por fim, Henrique, embora teologicamente contrário ao protestantismo , assumiu a posição de protetor e chefe supremo da Igreja e do clero inglês para garantir a anulação de seu casamento. [ 22 ]

  3. Eduardo Alberto Cristiano Jorge André Patrício David [1] (em inglês: Edward Albert Christian George Andrew Patrick David) (White Lodge, 23 de junho de 1894 – Neuilly-sur-Seine, 28 de maio de 1972) foi rei do Reino Unido e dos Domínios Britânicos e Imperador da Índia, entre 20 de janeiro e 11 de dezembro de 1936, com o título de Eduardo VIII ou Edward VIII.

  4. Como os colonos chegaram no Canadá a partir da Nova Inglaterra, no final do outono, celebrações de Ação de Graças se tornaram comuns. Novos imigrantes no país, como os irlandeses, escoceses e alemães também acrescentaram suas próprias tradições para as celebrações da colheita.

  5. Henrique nasceu no Hospital de St. Mary localizado na cidade de Londres, Inglaterra, em 15 de setembro de 1984 às 4:30 da tarde.Ele nasceu como o segundo filho de Carlos, Príncipe de Gales (filho e herdeiro da Rainha Isabel II) e Diana, Princesa de Gales, uma aristrocrata britânica.

  6. Já em 1514, muitas das pessoas próximas ao rei conheciam a forte ligação de ambos, inclusive o próprio Henrique VIII. Maria soube que Brandon vinha à França para negociar seu retorno para a Inglaterra - e o de seu dote. Havia rumores de que Henrique VIII pretendia casá-la com o príncipe Carlos (seu antigo noivo) e Maria decidiu agir.

  7. Após a morte de Isabel I em 1603 sem herdeiros, as coroas da Inglaterra e Escócia foram unidas em união pessoal por Jaime VI da Escócia, que se tornou também Jaime I de Inglaterra. Por proclamação real, Jaime se intitulou "Rei da Grã-Bretanha", porém o título só passou a ser usado oficialmente a partir de 1707 .