Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. Cecília foi a terceira filha do príncipe André da Grécia e Dinamarca e da sua esposa, a princesa Alice de Battenberg. Nasceu no dia 22 de junho de 1911 no palácio de verão da família real grega em Tatoi, a quinze quilómetros de Atenas. Cecília foi baptizada em Tatoi no dia 2 de julho de 1911.

  2. 12 de mar. de 2020 · Neta do rei Jorge I da Grécia e da Olga Constantinovna da Rússia, Cecília foi batizada 10 dias depois com padrinhos ilustres entre as realezas europeias; rei Jorge V do Reino Unido, Ernerto Luís, Grão-Duque de Hesse, Grão-Duque de Hesse, Nicolau da Grécia e Dinamarca, e tinha a duquesa Vera Constantinovna da Rússia como madrinha.

  3. Cecília da Grécia e Dinamarca (22 de junho de 1911 - 16 de novembro de 1937) foi a esposa do grão-duque Jorge Donatus e irmã do príncipe Filipe, Duque de Edimburgo. Quick facts: Cecília, Princesa da Grécia e Dinamarca Grã-D...

  4. 18 de mai. de 2023 · Princess Cecilie of Greece and Denmark (June 22, 1911 - November 16, 1937) was the wife of Hereditary Grand Duke George Donatus of Hesse and the sister of en:Prince Philip, Duke of Edinburgh. With George Donatus she had four children: Subcategories. This category has only the following subcategory.

  5. Vitória Alice Isabel Júlia Maria de Battenberg (Windsor, 25 de fevereiro de 1885 – Londres, 5 de dezembro de 1969) foi a esposa do príncipe André da Grécia e Dinamarca e mãe do príncipe Filipe, Duque de Edimburgo, sendo assim a sogra da rainha Isabel II do Reino Unido e avó paterna do atual rei Carlos III do Reino Unido.

  6. Terceira filha do príncipe André da Grécia e Dinamarca, Cecília nasceu em 22 de junho de 1911, no Palácio de Verão da Família Real Grega, em Tatoi. Neta do rei Jorge I da Grécia e da Olga Constantinovna da Rússia, Cecília foi batizada 10 dias depois com padrinhos ilustres entre as realezas europeias...

  7. Arquivo da tag: Cecília da Grécia e da Dinamarca. Uma coroa de tristezas: paixão e declínio nas vidas de oito princesas marcadas pela tragédia! – Parte III.