Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. Carolina Matilde (em inglês: Caroline Matilda; Londres, 11 de julho de 1751 – Celle, 10 de maio de 1775) foi a esposa do rei Cristiano VII e rainha consorte do Reino da Dinamarca e Noruega de 1766 até sua morte, apesar de os dois terem oficialmente se separado em abril de 1772.

  2. 10 de mai. de 2020 · Carolina, portanto, ficou mais poderosa, e por ter subido ao poder também com o amante Struensee passou a se tornar conselheiro privado da corte, por determinação do próprio rei. Com a piora drástica da saúde de Christian, o físico e médico se tornou governante absoluto da Dinamarca. Era de Struensee. Esse período, conhecido como Era ...

  3. Caroline Elizabeth ( Hanôver, 10 de junho de 1713 – Londres, 28 de dezembro de 1757) foi a quarta filha, a terceira menina, do rei Jorge II da Grã-Bretanha e sua esposa a princesa Carolina de Ansbach . Primeiros anos. A princesa Carolina nasceu no Palácio de Herrenhausen, em Hanôver, na Alemanha, a 10 de junho de 1713.

    • Caroline Elizabeth
  4. 5 de mar. de 2020 · Vanessa Centamori Publicado em 05/03/2020, às 08h00 - Atualizado às 09h00. Quando tinha apenas 15 anos de idade, a até então princesa Caroline Matilde, da Grã Bretanha, se casou com o Rei Christian VII, em um compromisso nada mais do que político para tornar-se rainha.

  5. 22 de jul. de 1751 - 10 de mai. de 1775. Carolina Matilde foi a esposa do rei Cristiano VII e rainha consorte do Reino da Dinamarca e Noruega de 1766 até sua morte, apesar de os dois terem...

  6. No século 18, a jovem britânica Carolina Matilde da Grã-Bretanha se casa com o insano Rei Christiano VII, tornando-se rainha da Dinamarca. Quando Johann Struensee, um intelectual alemão, se torna médico da corte, Christiano faz dele seu confidente e posteriormente ministro-chefe.

  7. Sinopse. No século 18, a jovem britânica Carolina Matilde da Grã-Bretanha se casa com o insano rei Christiano VII, tornando-se rainha da Dinamarca. Quando Johann Struensee, um intelectual alemão, se torna médico da corte, Christiano faz dele seu confidente e posteriormente ministro-chefe.