Yahoo Search Busca da Web

Resultado da Busca

  1. Beatriz de Bourbon ( São Ildefonso, 22 de junho de 1909 – Roma, 22 de novembro de 2002) foi uma Infanta da Espanha, filha do rei Afonso XIII e de sua esposa, a princesa Vitória Eugênia de Battenberg. Casou-se com Alessandro Torlonia, 5.º Príncipe de Civitella-Cesi. Ela era tia paterna do rei Juan Carlos I de Espanha .

    • Maria Elsie Moore
    • Urso Caracciolo de Castagneto
  2. Beatriz de Bourbon (São Ildefonso, 22 de junho de 1909 – Roma, 22 de novembro de 2002) foi uma Infanta da Espanha, filha do rei Afonso XIII e de sua esposa, a princesa Vitória Eugênia de Battenberg. Casou-se com Alessandro Torlonia, 5.º Príncipe de Civitella-Cesi. Ela era tia paterna do rei Juan Carlos I de Espanha. Biografia Início de vida

  3. Vitória Eugénia de Battenberg (Aberdeenshire, 24 de outubro de 1887 – Lausana, 15 de abril de 1969) foi uma princesa britânica, esposa do rei Afonso XIII e Rainha Consorte da Espanha de 1906 até a proclamação da Segunda República Espanhola em 1931.

  4. Beatriz de Bourbon (São Ildefonso, 22 de junho de 1909 – Roma, 22 de novembro de 2002) foi uma Infanta da Espanha, filha do rei Afonso XIII e de sua esposa, a princesa Vitória Eugênia de Battenberg. Casou-se com Alessandro Torlonia, 5.º Príncipe de Civitella-Cesi. Ela era tia paterna do rei Juan Carlos I de Espanha.

  5. Margarida de Bourbon-Parma. Beatriz de Bourbon ( Pau, 21 de março de 1874 – Lucca, 1 de novembro de 1961 ), infanta de Espanha, foi filha de Carlos, Duque de Madrid e Margarida de Bourbon-Parma, foi princesa de Roviano e duquesa de Antico-Corrado pelo seu casamento com Fabricio Massimo.

    • Maria Beatriz Teresa Carlota
    • Capela de Tenuta Reale, Viareggio
  6. Quando sua prima D. Isabel, rainha de Portugal, se casou com Dom João II de Castela, Santa Beatriz a acompanhou como dama de honra na Corte de Castela, região que hoje faz parte da Espanha. Por causa de sua beleza, simpatia e nobreza, Beatriz logo passou a ser a preferida e admirada pelos cortejos de todos.

  7. “Santa Beatriz da Silva”, quadro que se venera no Mosteiro das Concepcionistas, em Toledo, Espanha Vítima do ciúme da soberana. Passaram-se três anos desde a chegada de Beatriz à corte. Suas virtudes, que antes produziam admiração, agora eram causa de ciúme e comparações, aos quais a própria rainha Isabel não ficara imune.